a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

Corte Especial aprova convocação do desembargador Olindo Menezes para compor Terceira Seção e Sexta Turma

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Notícias  > Notícias Jurídicas  > Corte Especial aprova convocação do desembargador Olindo Menezes para compor Terceira Seção e Sexta Turma

Corte Especial aprova convocação do desembargador Olindo Menezes para compor Terceira Seção e Sexta Turma

​A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) aprovou nesta quarta-feira (17), por unanimidade, a convocação do desembargador federal Olindo Herculano de Menezes para compor provisoriamente a Terceira Seção e a Sexta Turma – especializadas em direito penal –, em virtude da aposentadoria do ministro Nefi Cordeiro.

Olindo Menezes é membro do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) desde 1995 e já atuou como convocado no STJ de 2015 a 2016, integrando a Primeira Seção e a Primeira Turma, que julgam questões de direito público.​​​​​​​​​

Olindo Menezes foi presidente do TRF1 de 2010 a 2012 e já atuou no STJ como desembargador convocado. | Foto: José Alberto / STJ

Durante a sessão que confirmou o nome do magistrado, o presidente do STJ, ministro Humberto Martins, destacou o caráter participativo do processo: "A escolha foi feita de forma participativa. Ouvimos o presidente da Terceira Seção, ministro Reynaldo Soares da Fonseca, e, entre os ministros da Quinta e da Sexta Turma, o nome do desembargador Olindo Menezes foi escolhido de forma unânime".

Segundo o presidente da corte, o desembargador convocado tem um vasto currículo jurídico e certamente trará grande contribuição para os julgamentos.

Martins informou ainda que foi aberto prazo para que os ministros manifestassem eventual desejo de ocupar a vaga nos colegiados de direito penal – o que não ocorreu.

Sobre o desemba​​rgador

Natural de Curaçá, na Bahia, Olindo Menezes ingressou na magistratura federal em 1982, atuando nas seções judiciárias de Pernambuco, do Rio de Janeiro e da Bahia, e em 1995 tomou posse no TRF1, corte que presidiu entre 2010 e 2012.

No início da carreira, foi advogado no interior da Bahia. Doutor em direito pela Universidade de Brasília, trabalhou como professor na Universidade Federal da Bahia e na Universidade Católica de Salvador.​

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

NA REDE