a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

PGR chegou a pedir prisão de Witzel, mas STJ não atendeu solicitação

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > PGR chegou a pedir prisão de Witzel, mas STJ não atendeu solicitação

PGR chegou a pedir prisão de Witzel, mas STJ não atendeu solicitação

[ad_1]


Para o ministro Benedito Gonçalves, o afastamento é o bastante para interromper os supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro
Leo Pinheiro/Valor
A Procuradoria-Geral da República (PGR) chegou a pedir a prisão do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, mas a solicitação não foi atendida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). O ministro Benedito Gonçalves afirmou que a medida não era necessária, sendo o seu afastamento o bastante para interromper os supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Com o afastamento, segundo o STJ, o governador não mais tem poder para liberar recursos indevidamente, nem fazer contratações fora das modalidades legais de dispensa de licitação. Apesar da operação de hoje, Witzel continua na residência oficial, dispondo de “serviços imediatamente a ela correspondentes”.
Por outro lado, nos 180 dias em que ficará fora do cargo, não poderá acessar as dependências do governo do Estado ou se comunicar com funcionários.

[ad_2]

Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

NA REDE