a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Última etapa de estudo epidemiológico avalia anticorpos de Covid-19 em moradores de Noronha

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Última etapa de estudo epidemiológico avalia anticorpos de Covid-19 em moradores de Noronha

Última etapa de estudo epidemiológico avalia anticorpos de Covid-19 em moradores de Noronha


Testes da quinta etapa da pesquisa, que começaram na segunda-feira (24), serão realizados na ilha até sexta-feira (28). O estudo vai realizar exames em 900 moradores da ilha
Ana Clara Marinho/TV Globo
Os exames da quinta e última fase do estudo epidemiológico realizado em Fernando de Noronha começaram na segunda (24) e seguem até sexta (28). A pesquisa avalia a circulação do novo coronavírus na ilha. Nessa etapa, vai ser possível identificar, entre outras questões, os anticorpos adquiridos com a vacinação.
Veja ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em PE
Confira média móvel da Covid-19 no estado
Mapa do G1 mostra os números da pandemia em cada cidade
“Nós vamos fazer o teste de imunidade, além de pesquisar o anticorpo natural de quem teve a doença. Podemos avaliar os anticorpos estimulados pela vacinação”, afirmou a coordenadora do estudo, Regina Brizolara.
Os moradores participam da quinta etapa do estudo
Ana Clara Marinho/TV Globo
Ao todo, 900 moradores vão ser testados. Os exames também vão identificar quem teve a doença de forma assintomática.
Os voluntários são testados com dois tipos de exame, RT-PCR (com coleta na garganta e nariz), e a coleta de sangue.
A pesquisa fez a coleta de sangue de Dona Maria de Lourdes
Ana Clara Marinho/TV Globo
Nesta terça-feira, a chef de cozinha Ana Jabur recebeu a equipe do estudo para a coleta de material. Ela teve Covid-19 em outubro do ano passado e pegou a doença no trabalho.
“Eu tive a doença, acho importante ajudar a pesquisa. Acredito que é preciso acabar com o negacionismo e conseguir um maior aproveitamento da ciência e salvar vidas”, afirmou Ana Jabur.
Os estudiosos também estiveram na residência da dona de casa Maria de Lurdes Pereira, de 68 anos. Ela já tomou as duas doses da vacina para o coronavírus e participou de todas as fases da pesquisa.
“É bom saber se tem a doença, vai ajudar na saúde. O teste não incomoda. O pior é a Covid-19”, disse Dona Maria.
Gerente de pousada, Carlos Eduardo Cesário também é voluntário e fez a coleta de material nesta terça-feira.
“Essa pesquisa é fundamental para saber o controle da doença e a taxa de transmissibilidade da Covid-19 na ilha. Tenho feito a minha parte, tenho preocupação e espero pela vacina”, falou.
O estudo epidemiológico conta com cinco fases em um período de um ano. A pesquisa começou em maio de 2020. Em julho, ocorreu a segunda etapa.
Os pesquisadores realizaram, em setembro, a terceira fase e, em dezembro, aconteceu a quarta etapa do estudo.
Por causa da pandemia, o turismo ficou fechado em Noronha de março a outubro de 2020, quando ocorreram as fases iniciais do estudo.
Os pesquisadores indicaram que, com a retomada das atividades turísticas, houve uma maior circulação viral.
O estudo epidemiológico é realizado pelo governo do estado e Ministério da Saúde, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal do Ceará (UFC).
Casos na ilha
A Administração de Fernando de Noronha informou, na segunda-feira (24), que já foram identificados 676 casos da doença, registro contabilizados desde o início da pandemia, em março de 2020.
Desse total, 663 pessoas estão recuperadas e três óbitos foram confirmados. Há, ainda, nove pessoas em quarentena na ilha e um paciente internado em um hospital de referência no Recife.
Vídeos de PE mais vistos nos últimos 7 dias

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.