a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Americanas inaugura loja de produtos da bioeconomia da Amazônia

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Americanas inaugura loja de produtos da bioeconomia da Amazônia

Americanas inaugura loja de produtos da bioeconomia da Amazônia

A Americanas inaugura nesta quinta-feira, 2, uma loja de produtos da Amazônia. A iniciativa conta com a parceria da BVRio, associação sem fins lucrativos focada em soluções de mercado para as questões ambientais. A comercialização dos produtos se dará pela plataforma AmazoniAtiva, desenvolvida pela entidade a pedido do governo de Rondônia.

O lucro obtido com a venda dos produtos será inteiramente direcionado a causas ambientais. A AmazoniAtiva foi projetada para ser um hub digital de comercialização de produtos da bioeconomia. Ela também faz a logística, o planejamento e a gestão do comércio eletrônico. O projeto faz parte da estratégia de governança climática do estado de Rondônia, criada em 2019.

  • Saiba mais sobre ESG e leve valor para a sua carreira e para o seu negócio com as práticas ambientais, sociais e de governança

Atualmente, há cerca de 70 parceiros conectados à plataforma. “O propósito da AmazoniAtiva é promover o desenvolvimento da bioeconomia, criando uma conexão entre empreendedores locais, investidores e consumidores”, afirma Beto Mesquita, diretor de Florestas e Políticas Públicas da BVRio. “Valorizar as redes de conhecimento produtivo na região e promovê-las na Americanas dará ainda mais visibilidade para acelerar o fomento da economia dos nove estados da Amazônia Legal”

Marketplace social   

A AmazoniAtiva estará hospedada na Americanas social, marketplace da empresa de e-commerce voltado para iniciativas sociais. “Estamos incluindo estes artesões e comunidades no mapa do e-commerce, com uma gama de conteúdos, soluções e tecnologias que contribuem para o desenvolvimento dos seus negócios”, afirma Jean Lessa, diretor de marketplace da Americanas.

Inicialmente, sete produtores estarão listados na plataforma: Acre Biojóias; Cacau River; Coomflona; Ekilibre; Saboaria Rondônia; Farofa da Amazônia e Gaia Artesanato. São empreendimentos encabeçados por povos indígenas, quilombolas, extrativistas, pequenos e médios empreendedores, agricultores familiares e lideranças femininas, que representam a diversidade da Amazônia brasileira. Entre os produtos disponíveis estão de cafés, farofas, chocolates, cosméticos, biojóias e artesanatos em madeira certificada.

  • Ouça o podcast ESG de A a Z e fique por dentro de tudo que acontece no capitalismo de stakeholder

“Um dos critérios da curadoria é o compromisso do parceiro com um modelo de produção inclusivo e responsável, que promova o respeito à diversidade cultural e à sustentabilidade na região”, conclui Renato Castro, gerente de Design e Madeira da BVRio.

Inclusão na floresta e na cidade

A B2W, empresa de comércio eletrônico que engloba Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato, vem aumentando sua preocupação com a inclusão de pessoas no e-commerce. Em maio, a empresa lançou um projeto de logística participativa para mapear favelas e garantir a entrega dos produtos.

Moradores de Paraisópolis, segunda maior favela de São Paulo, podem agora receber compras feitas nos e-commerces da B2W Digital na porta de casa, mesmo nos becos e vielas de difícil acesso. Os mais de 100.000 moradores da comunidade deixam de depender dos pontos de retirada dos produtos adquiridos pela internet, como agências de correios. A ideia é escalar a iniciativa para mais comunidades no país.

O projeto foi desenvolvido em parceria com o Favela Brasil Xpress, startup de logística local, e o G10 Favelas, bloco de líderes e empreendedores de impacto social das dez favelas mais ricas do Brasil.

Desde o início de abril, o Favela Brasil Xpress fez, diariamente, cerca de 350 entregas do e-commerce da B2W Digital aos moradores de Paraisópolis.

Os pedidos saem a partir de dois contêineres instalados em um espaço comunitário, que funciona como centro de distribuição, para bipagem e divisão por região. Após a separação, as entregas são feitas em até 12 horas. A startup é a responsável por retirar os produtos e realizar a última milha da logística de entrega na favela.

Invista com o maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta no BTG Pactual digital

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.
1
2
3
4
5

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.