a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Após juiz ordenar que hospital libere ivermectina, entidades nos EUA fazem apelo contra aumento do uso de remédio ineficaz contra a Covid-19

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Após juiz ordenar que hospital libere ivermectina, entidades nos EUA fazem apelo contra aumento do uso de remédio ineficaz contra a Covid-19

Após juiz ordenar que hospital libere ivermectina, entidades nos EUA fazem apelo contra aumento do uso de remédio ineficaz contra a Covid-19


Enquanto país vive aumento de casos e hospitalizações, uso da droga aumentou impulsionada por grupos antivacina. Órgãos do governo e associações médicas são contra utilização, mas EUA tem entidade que defende uso e um dos seus fundadores está no centro de uma ação judicial movida por paciente para aplicação do antiparasitário em paciente. Não há evidências científicas sobre eficácia da ivermectina contra covid-19
Getty Images
Os Estados Unidos enfrentam aumento de casos e de hospitalizações por Covid-19 e veem estagnados os números da vacinação, enquanto órgãos do governo e entidades de saúde alertam contra o uso da ivermectina. O remédio antiparasitário que já teve a ineficácia comprovada contra o novo coronavírus é defendido por grupos antivacina e no, mais recente capítulo nos EUA, a sua prescrição foi parar em um tribunal de Ohio.
Fabricante de ivermectina, Merck diz que dados não apontam eficácia contra a Covid
Ivermectina: de tratamento para gado ao Nobel, a história do remédio sem eficácia comprovada contra Covid-19
Produtor de ivermectina diz que pagou anúncios, apesar de não ter feito estudos sobre remédio
Na segunda-feira (30), o juiz Gregory Howard proferiu uma decisão liminar para que o Hospital West Chester, localizado nos arredores de Cincinnati, em Ohio, trate um paciente com Covid-19 com ivermectina.
A ação foi movida pela mulher do paciente Jeffrey Smith, que recebeu uma receita de ivermectina do médico Fred Wagshul, um dos fundadores do grupo chamado “Front Line Covid-19 Critical Care Alliance” (FLCCC), que defende o uso do vermífugo.
De acordo com a imprensa americana, o caso será avaliado por um tribunal de apelações. O hospital alega que segue as recomendações do a agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês), que não aprova o uso. Além disso, o hospital alega que o médico pró-ivermectina indicou o remédio sem conhecer o histórico do paciente.
Aumento do uso
Um relatório recente dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) mostrou que, em meados de agosto, os médicos assinavam mais de 88.000 receitas do medicamento por semana, muito acima do nível pré-pandêmico, de 3.600, de acordo com a agência AFP. Os centros de controle de intoxicações registraram o triplo de chamadas por overdose de ivermectina.
Na quarta-feira (1º), na mesma semana em que o processo movido pelo paciente ganhou repercussão nos Estados Unidos, três entre as entidades de saúde mais relevantes do país, a American Medical Association (AMA), a American Pharmacists Association (APhA), e a American Society of Health-System Pharmacists (ASHP) assinaram uma nota conjunta contra o uso de ivermectina para tratar ou prevenir a Covid.
“Nós estamos alarmados com os relatos de que a prescrição e a distribuição de ivermectina aumentou 24 vezes desde o início da pandemia e aumentou exponencialmente nos últimos meses. Por isso estamos pedindo para o fim imediato da prescrição, distribuição e uso da ivermectina contra a Covid fora dos ensaios clínicos”, afirmaram as entidades em nota.
No fim de agosto, a agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) fez um alerta em sua conta no Twitter, sobre o uso da ivermectina, remédio ineficaz contra a Covid-19.
Voce não é cavalo nem vaca, deixe de tomar ivermectina, alerta agência de medicamentos dos EUA
Reprodução/Twitter
“Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. Sério, pessoal, parem com isso”, afirmou a FDA na publicação, trazendo ainda um link para um posicionamento da agência, divulgado em maio deste ano, onde indica: “Por que você não deve usar ivermectina para tratar ou prevenir Covid-19”.
A droga é aprovada pela FDA para uso em humanos contra parasitas e também no uso veterinário em certas condições.
Em maio, a FDA detalhou que a versão da ivermectina para uso animal é altamente concentrada, pois é usada em animais de grande porte, como cavalos e vacas, que podem pesar muito mais do que um ser humano – uma tonelada ou mais. “Essas altas doses podem ser altamente tóxicas em humanos”, afirmou.
(Abaixo, veja vídeo sobre paciente que descobriu problema no fígado por causa do uso excessivo da ivermectina)
Mulher lamenta após descobrir problema no fígado por causa do uso excessivo da ivermectina
G1 no YouTube

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.