a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Cashback da vacina: NY vai pagar para você se vacinar; veja como

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Cashback da vacina: NY vai pagar para você se vacinar; veja como

Cashback da vacina: NY vai pagar para você se vacinar; veja como

A cidade de Nova York passará a pagar quem se vacinar contra a covid-19. A partir da próxima sexta-feira, 30, todos que se tomarem a primeira dose da vacina na cidade receberão 100 dólares em pagamento. A vacina é gratuita em todo o território dos EUA.

O prefeito democrata Bill de Blasio fez o anúncio nesta quarta-feira, 28. Os residentes da cidade ou pessoas que trabalham em Nova York receberão um cartão pré-pago com os valores.

  • Aprenda a investir com a EXAME Academy

Ao todo, 59% da população de Nova York já tomou uma dose da vacina, e 54% foram vacinados completamente.

“Queríamos ir além e dizer que vamos dar a você um incentivo pessoal extra e direto para fazer isso agora”, disse durante o anúncio.

De Blasio justificou a campanha afirmando que o investimento terá “um grande impacto, especialmente em um mundo no qual mais e mais coisas são determinadas por se você está ou não vacinado”.

O governo de Nova York não é o primeiro a tentar oferecer brindes para que cidadãos se vacinem. De sorteio de 1 milhão de dólares e bolsas na universidade a ingressos gratuitos para o Lollapalooza.

O estado do Novo México também já chegou a oferecer os mesmos 100 dólares aos cidadãos quem tomasse a segunda dose da vacina ou a vacina da Janssen, que exige somente uma dose (mas também é a mais rejeitada do país).

Em todo o país, os Estados Unidos têm tido dificuldade em aumentar a faixa de vacinados no país, embora sobrem vacinas.

  • Até agora, 57,1% da população nos EUA foi vacinada com ao menos uma dose; 
  • E 49,3% foi vacinada completamente. 

A meta do presidente Joe Biden era ter 70% da população adulta nos EUA vacinada com ao menos uma dose até o feriado da independência do país, em 4 de julho.

Mas o governo não atingiu a meta mesmo um mês depois: ainda que se contabilizada somente a população adulta, há 69% de adultos vacinados com ao menos uma dose nos EUA. A vacinação está aberta a pessoas a partir dos 12 anos.

O principal problema acontece em estados do centro e sul do país, que tendem a ser mais conservadores. O estado de Nova York, onde fica a cidade de mesmo nome, tem média melhor que o resto do país, de 63% da população vacinada com uma dose, enquanto estados como Arkansas, Alabama e Louisiana, estão pouco acima de 40%.

Dentro de um mesmo lugar, há também variações profundas entre bairros, uma dificuldade que a cidade de Nova York tenta enfrentar com o plano de pagamento aos vacinados.

Na cidade de Nova York, com 8 milhões de habitantes, a parte mais vacinada entre os cinco condados que compõem a cidade é a região de Manhatan, a mais rica (71% da população tomou uma dose, e a taxa sobe para 80% se contabilizados só os adultos).

Já no Bronx, só 50% tomou ao menos uma dose. Em Kings County (condado que representa a região do Brooklyn), a taxa é de 52%.

Neste mês, a prefeitura de Nova York passou a exigir que funcionários municipais sejam obrigados a se vacinar até meados de setembro, ou precisarão ser testados semanalmente. A maior preocupação é com o avanço da variante Delta.

O número de novos casos na cidade de Nova York subiu mais de cinco vezes em julho, com a média móvel de casos nos últimos sete dias superando 900 casos diários.

  • Entenda como o avanço da vacinação afeta seus investimentos. Assine a EXAME.