a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

CPI ouve empresário que vendeu 1.105% a mais de ivermectina na pandemia

Cardoso Advogados Associados > Covid  > CPI ouve empresário que vendeu 1.105% a mais de ivermectina na pandemia

CPI ouve empresário que vendeu 1.105% a mais de ivermectina na pandemia

Esta reportagem faz parte da newsletter EXAME Desperta. Assine gratuitamente e receba todas as manhãs um resumo dos assuntos que serão notícia

A CPI da Covid ouve nesta quarta-feira, 11, o diretor-executivo da farmacêutica Vitamedic, Jailton Batista. A empresa produz ivermectina, um dos remédios sem eficácia comprovada para covid-19 incluídos no chamado “kit covid”, cujo uso foi defendido pelo presidente Jair Bolsonaro.

  • A política vai seguir dando o tom na bolsa? Vai. E você pode aproveitar as oportunidades. Aprenda a investir com a EXAME Academy.

Documentos enviados à CPI mostram que as vendas de ivermectina subiram de 24,6 milhões de comprimidos em 2019 para 297,5 milhões em 2020, alta maior do que 1.105%. No mesmo período, o preço da caixa com 500 comprimidos foi de 73,87 reais para 240,90, ou seja, ficou 226% mais cara.

Em requerimento de pedido de informações feito a Batista, a CPI argumenta que a compra, a distribuição e a indução dos medicamentos do kit covid revelam “inadequado investimento de recursos públicos em medida sanitária desprovida de respaldo científico”.

De início, a intenção dos senadores era convocar o empresário José Alves Filho, representante da farmacêutica, mas ele será substituído por Jailton Batista.

Alves Filho afirmou, em ofício, que estaria apto a responder apenas a questões relativas a investimentos fabris e novas aquisições e sugeriu a oitiva de Batista, responsável pela “administração das rotinas diárias”.