a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Defesa da democracia impulsiona senadora Simone Tebet em redes sociais

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Defesa da democracia impulsiona senadora Simone Tebet em redes sociais

Defesa da democracia impulsiona senadora Simone Tebet em redes sociais

A postura firme da senadora Simone Tebet (MDB-MS) em defesa da democracia caiu no gosto de seus seguidores em redes sociais nos últimos dias. Post em que ela cobra do Congresso Nacional uma resposta ao desfile de tanques da Marinha obteve 12,1 mil curtidas, 2,1 mil comentários e 1,6 mil compartilhamentos no Twitter. Igual repercussão alcançou seu comentário sobre o discurso do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, em favor do regime democrático de Direito. As publicações a ajudaram a melhorar quatro posições em sua colocação no ranking FSBinfluênciaCongresso e atingir o 12º lugar.

O ranking, produzido pelo Instituto FSB Pesquisa, mede a popularidade dos parlamentares nas redes sociais.

Já o senador Ciro Nogueira (PP-PI), atual chefe da Casa Civil, perdeu espaço nas redes sociais após ter experimentado ascensão meteórica na semana anterior, em que ganhou 25 posições no levantamento. Ele retrocedeu seis lugares, mantendo-se, ainda assim, entre os 15 integrantes do Senado mais populares online. Após assumir o cargo, em uma concorrida posse, ele tem dedicado seus perfis online a divulgar as realizações do governo federal. Aproveitou também o fim das Olimpíadas de Tóquio para ressaltar o resultado positivo da delegação brasileira na competição.

Os senadores Jorge Kajuru (Podemos-GO), Romário (PL-RJ) e Marcos do Val (Podemos-ES) foram outros que recuaram no ranking entre 3 e 8 de agosto. O representante de Goiás, antigo comunicador e um dos nomes mais fortes nas redes sociais do Senado, deixou o pódio, retrocedendo para a 5ª colocação. Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e Humberto Costa (PT-PE), por sua vez, mantiveram suas posições em 1º e 2º, respectivamente. O Podemos é o partido com mais nomes no ranking, com quatro integrantes na lista.

Câmara

O reinício dos trabalhos no Congresso foi desfavorável aos deputados André Janones (Avante-MG) e Sargento Fahur (PSD-PR), que viram seu prestígio nas redes sociais diminuir. Destaque do ranking da semana passada, o parlamentar mineiro recuou dez posições e estacionou em 16º da lista dos 20 mais populares da Câmara dos Deputados. O mesmo ocorreu com Fahur, que perdeu seis lugares e postou-se em 17º.

O recuo dos dois congressistas abriu espaço para ascensão de outros nomes, como Otoni de Paula (PSC-RJ), Marco Feliciano (Republicanos-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP). Este último é o mais bem posicionado dos três: ao avançar quatro colocações, atingiu o 8º lugar no universo de 513 deputados. Dentre os seus posts com mais engajamento estão os que ele critica a decisão do governo federal de classificar como sigilosos documentos relacionados à compra da vacina Covaxin pelo Ministério da Saúde. Duas publicações sobre o tema receberam 14,4 mil curtidas e mais de 1,5 mil compartilhamentos no Twitter.

No topo do levantamento, Carlos Jordy (PSL-RJ) afastou-se um pouco mais do pódio pela segunda semana seguida, após ter ocupado o 2º lugar em julho. Ele perdeu uma colocação e parou em 5º lugar. Manteve-se, ainda assim, entre os campeões online, reforçando a bancada de parlamentares do PSL, o partido que possui os nomes mais influentes em redes sociais, com nove integrantes. Carla Zambelli (PSL-SP), Bia Kicis (PSL-DF) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) mantiveram-se impassíveis nas três primeiras posições, sem terem a liderança ameaçada no período.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também