a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Em rodada de captação milionária, Fireblocks é avaliada em US$ 2 bilhões

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Em rodada de captação milionária, Fireblocks é avaliada em US$ 2 bilhões

Em rodada de captação milionária, Fireblocks é avaliada em US$ 2 bilhões

A Fireblocks, empresa de custódia de criptoativos, levantou 310 milhões de dólares em sua mais recente rodada de investimentos e foi avaliada em 2 bilhões de dólares, assegurando o status de unicórnio da companhia.

Anunciada nesta terça-feira, 27, a última rodada de investimentos da Fireblocks (series D), foi liderada por grandes fundos de venture capital no mercado de tecnologia, como Sequoia Capital, Stripes, Sparks Capital, Coatue e DRW. Outro grande nome presente na rodada foi o SCB 10X, o braço de venture capital do banco mais antigo da Tailândia, o Siam Commercial Bank (o terceiro grande banco a investir na Fireblocks, ao lado do BNY Mellon e do SVB Capital).

  • Invista em bitcoin com apoio dos assessores do maior banco de investimentos da América Latina

As empresas de tecnologia com foco em segurança e custódia de criptoativos e tokens se tornaram alvo de investimentos de bancos e grandes fintechs que desejam explorar o ecossistema de ativos digitais. Empresas como a Fireblocks, que podem fornecer serviços de gerenciamento de chaves criptografadas, como os que utilizam a computação multipartidária (MPC), são consideradas valiosas dentro do setor e, por conta disso, têm recebido uma série de investimentos.

A Fireblocks, que fechou uma parceria com o BNY Mellon no início deste ano para auxiliar na custódia de ativos digitais, disse que a avaliação da empresa em 2 bilhões de dólares é um claro sinal para o mercado de que a companhia não está em uma posição de ser adquirida.

Não é a primeira vez que o CEO da Fireblocks, Michael Shaulov, destacou o seu plano de manter o rumo da companhia como uma empresa independente.

“Com a consolidação que vimos no mercado nos últimos meses, muito clientes ficaram um pouco nervosos, especialmente quando se trata de uma infraestrutura de custódia… Foi muito importante para nós mostrar aos clientes que temos um resultado e uma avaliação suficiente para nos mantermos independentes. Isso ajuda a aumentar a confiança com nossos clientes atuais e com parceiros do setor bancário, que podem investir em uma empresa que não vai acabar nas mãos de seus concorrentes”, disse Shulov em entrevista.

A rodada de investimentos fez com que o total captado pela companhia desde o seu lançamento em 2019 alcançasse a marca de 489 milhões de dólares, que trazem em sua composição nomes como Cyberstarts, Eight Roads, Tenaya Capital, Swisscom, Paradigm, Ribbit Capital e Coatue.