a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

João Kepler: 5 passos para testar e minimizar riscos antes de investir

Cardoso Advogados Associados > Covid  > João Kepler: 5 passos para testar e minimizar riscos antes de investir

João Kepler: 5 passos para testar e minimizar riscos antes de investir

Por João Kepler*

Clichês se tornam clichês por uma única razão: porque eles funcionam! Logo, se tratando do ecossistema empreendedor com toda a sua pluralidade, desafios e oportunidades, por que não testar tudo que for possível antes de investir ainda mais tempo e dinheiro em ideias que podem ser validadas e indicar o melhor caminho a seguir?

Por mais clichê que possa parecer para alguns, um MVP (Minimum Viable Product, ou, em português, Produto Minimamente Viável) é sim a melhor forma de garantir mais acertos e menos retrabalho. Para aqueles que ainda acham que é “perda de tempo” ou “um processo desnecessário”, esse conjunto de testes primários feitos para validar a viabilidade de um negócio através de diversas experimentações práticas, na verdade, otimiza tempo e o resultado final.

Existe um provérbio chinês que diz que “se você quiser derrubar uma árvore na metade do tempo, passe o dobro do tempo afiando o machado”. E essa é a lógica (de forma bem resumida) do MVP. Em seu livro “The Lean Startup” (algo como “A Startup Enxuta”, em português), Eric Ries resume bem a importância do seu entendimento e aplicação: “o MVP é aquela versão do produto que permite uma volta completa do ciclo construir-medir-aprender, com o mínimo de esforço e o menor tempo de desenvolvimento”.

Pensando em tudo isso e na sua importância, preparei um guia com cinco passos fundamentais de como criar um MVP de qualidade e validar a sua ideia antes de investir muito ou buscar investimento. O MVP é uma fase importante do seu negócio, é ele quem vai te dizer se a ideia que você teve é boa mesmo, ou se é uma furada. Por isso, não pule etapas!

Passo 1 – Monte sua equipe pensando em três pontos de vista:

  • pessoas com a visão sobre negócios
  • pessoas com a visão de produtos
  • pessoas com a visão técnica para dizer se o MVP idealizado pode ser produzido com facilidade e em escala.

Passo 2 – Tenha um produto muito bem definido

  • para quem é seu produto?
  • qual é o nome dele?
  • o que ele faz e o que não faz?
  • qual é o diferencial?
  • o que é o seu produto?

Passo 3 – Conheça bem o seu público

  • crie buyer personas
  • faça pesquisas em grupos na internet
  • monte perfis de clientes ideais
  • saiba em quais momentos do dia desse cliente ideal seu produto se encaixa

Passo 4 – É um mínimo produto viável

  • corte tudo aquilo que não é essencial para validação
  • tenha uma lista de prioridades das funcionalidades do seu produto

Passo 5 – Quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar serve

  • tenha metas claras, mensuráveis e com prazos para serem realizadas;
  • decida quais métricas são essenciais para validar seu MVP e coloque sua equipe em busca destes indicadores.

*João Kepler é CEO da Bossa Nova Investimentos

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também