a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Na reta final das Paralimpíadas, atletas já faturaram R$ 5,4 milhões

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Na reta final das Paralimpíadas, atletas já faturaram R$ 5,4 milhões

Na reta final das Paralimpíadas, atletas já faturaram R$ 5,4 milhões

Em sétimo na classificação geral dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o Brasil já acumula 61 medalhas ao todo — e a competição nem acabou. Foram 21 medalhas de ouro, 14 de prata e 26 de bronze até o fechamento desta matéria. Até agora, os prêmios já somam mais de R$ 5.456.000,00. 

Como divulgado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) no início dos Jogos, os atletas paralímpicos ganham uma bonificação em dinheiro pelos prêmios conquistados, seja em esportes individuais ou coletivos. Além disso, atletas-guia, calheiros, pilotos e timoneiro, vão receber 20% da maior medalha conquistada por seu atleta e 10% a cada pódio a mais do valor da medalha seguinte.

O maior atleta paralímpico brasileiro, o nadador Daniel Dias, levou sozinho uma quantia equivalente a R$ 96 mil por suas três medalhas de bronze. O atleta já acumula um histórico de 27 medalhas em sua carreira paralímpica.

Valores inferiores

Pela primeira vez na história, os atletas paralímpicos dos Estados Unidos receberam o mesmo prêmio em dinheiro por medalha que os atletas olímpicos.

Anteriormente, os atletas paralímpicos dos EUA ganhavam US$ 7.500 para cada medalha de ouro, US$ 5.250 para a prata e US$ 3.750 para o bronze. Enquanto isso, os atletas olímpicos ganharam US$ 37.500 para medalhas de ouro, US$ 22.500 para prata e US$ 15.000 para bronze.

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) ajustou a premiação em dinheiro dos atletas paralímpicos para igualar a dos atletas olímpicos – um aumento de até 400% – logo após os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018. O comitê pagou retroativamente aos atletas paralímpicos de 2018 os novos valores mais elevados, mas os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2021 em Tóquio marcam a primeira vez que eles serão pagos igualmente desde o início.

  • Como a política internacional impacta os investimentos? Aprenda a investir com a EXAME Academy

Na França, isso já era realidade. Desde 2008, os atletas paralímpicos franceses recebem o mesmo valor que os vencedores  olímpicos. 

No Brasil, ainda é possível observar uma diferença entre as premiações dos atletas paralímpicos e dos atletas olímpicos. Enquanto um atleta olímpico ganha em torno de 250 mil reais caso conquiste a medalha de ouro, os atletas paralímpicos recebem 160 mil reais, uma diferença de 90 mil reais.

A Austrália e o Canadá, por exemplo, ao menos dão prêmios aos atletas paralímpicos. Já o Japão, país anfritrião dos Jogos, dá aos vencedores paralímpicos da medalha de ouro cerca de 2 milhões de ienes (US$ 18.200) a menos em realçaõ aos campeões olímpicos. 

Confira abaixo quanto dinheiro os atletas olímpicos receberam por terminar no pódio em Tóquio

Como os atletas ganham dinheiro

Além de receber recompensas monetárias e não monetárias de seus países pela conquista de medalhas, os atletas olímpicos e paralímpicos contam com outras fontes de receita para seus empreendimentos esportivos.

Atletas de países maiores e mais competitivos recebem salários ou bolsas de treinamento de suas associações esportivas nacionais. Os melhores desempenhos recebem prêmios em dinheiro ao vencer torneios nacionais e internacionais. Outros recebem salários regulares por terem vários empregos.

Alguns dependem de financiamentos coletivos para bancarem a viagem para Tóquio. Outros muitos atletas podem conseguir financiamentos multimilionários ou acordos de patrocínio. Nesta edição dos jogos, marcas como Braskem, Toyota, Caixa Econômica Federal, Alpargatas, Estácio e Ajinomoto vão apoiar os atletas paralímpicos.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.