a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Peixe Urbano vai parar em lista do Procon de sites que devem ser evitados

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Peixe Urbano vai parar em lista do Procon de sites que devem ser evitados

Peixe Urbano vai parar em lista do Procon de sites que devem ser evitados

Após ser notificado pelo Procon-SP no dia 7 de maio, o site Peixe Urbano foi inserido na lista “Evite Esses Sites” nesta terça-feira (18). Segundo o órgão de proteção ao consumidor, a conduta da plataforma será encaminhada para a diretoria de fiscalização do Procon para possíveis previdências com base no Código de Defesa do Consumidor.

A empresa já havia sido notificada em fevereiro, porém não respondeu às demandas de consumidores que reclamam junto ao Procon-SP. Em maio, o órgão notificou oficialmente o Peixe Urbano, a fim de conseguir informações sobre os responsáveis pela empresa de serviços digitais. 

  • A pandemia está mexendo com a economia e os negócios em todo o mundo. Venha aprender o que realmente importa na EXAME Invest Pro

Na ocasião, o Procon afirmou que a solicitação foi feita após dificuldades de interlocução com o fornecedor. De acordo com informações do jornal O Globo, apuradas em fevereiro, a empresa está quebrada e não tinha nem dinheiro para demitir os funcionários.

Em 2020 foram registradas 297 reclamações contra o Peixe urbano no Procon-SP, com índice de solução de 71%. Passados apenas quatro meses de 2021, os registros já ultrapassaram todo o ano anterior, 328. Os índices de solução foram 33% em janeiro e 43% em fevereiro. Segundo o órgão, a empresa não apresenta mais respostas e as notificações eletrônicas são devolvidas automaticamente com mensagem de erro.

Como apontado pelo Tecnoblog, a empresa deixou de responder usuários no Twitter já em fevereiro e o site está fora do ar desde então. O aplicativo também está fora do ar, impedindo que clientes acessem vouchers e créditos.

Uma reportagem publicada pelo portal A Tarde afirma que a empresa encerrou as atividades em março com uma dívida de 50 milhões de reais, sem ter pago salários atrasados e sem responder aos advogados da companhia.

Evite Esses Sites”

As empresas que compõem a lista são fornecedores que tiveram reclamações de seus clientes registradas no Procon, foram notificadas e não responderam ou não foram encontradas, impossibilitando qualquer tentativa de intermediação entre as partes ou abertura de processo administrativo. Também compõem essa lista, sites criados exclusivamente para enganar o consumidor, que não realizam comércio eletrônico de produtos e serviços.

A principal queixa contra esses sites é a não entrega do produto no prazo, problema que, pode criar grandes aborrecimentos para os consumidores. Por isso, antes de fazer compras pela internet, é importante que o consumidor consulte essa lista para não correr o risco de ficar sem as suas compras”, alerta Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME.