a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Prefeituras da Zona da Mata atribuem erro à plataforma do SUS e negam aplicação de vacinas vencidas

Cardoso Advogados Associados > Covid  > Prefeituras da Zona da Mata atribuem erro à plataforma do SUS e negam aplicação de vacinas vencidas

Prefeituras da Zona da Mata atribuem erro à plataforma do SUS e negam aplicação de vacinas vencidas


Levantamento realizado por pesquisadores da Unicamp e da Unifesp aponta problema com 8 lotes de imunizantes da AstraZeneca. Doses da AstraZeneca.
Ari Dias/AEN/Divulgação
As prefeituras de cidades Zona da Mata divulgaram nesta sexta-feira (2) comunicados que negam a aplicação de vacinas vencidas e atribuem erro à plataforma do Sistema Único de Saúde (SUS). Um levantamento baseado no cruzamento de dados oficiais do governo federal aponta que ao menos 26 mil pessoas podem ter recebido doses vencidas da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 no Brasil.
Cruzamento de dados diz que 26 mil doses vencidas da AstraZeneca foram aplicadas
Na região, foram registrados lotes nas cidades de Juiz de Fora, Muriaé, Além Paraíba, Santos Dumont, Viçosa, Bicas, Cataguases e Ubá. O trabalho dos pesquisadores Sabine Righetti, da Unicamp, e Estêvão Gamba, da Unifesp, foi publicado nesta sexta-feira (2) pelo jornal “Folha de S. Paulo”.
Os dados, aos quais o G1 também teve acesso, indicam que o problema ocorreu com doses de oito lotes da vacina (veja tabela abaixo).
AstraZeneca: quais os sintomas, as reações e os possíveis efeitos colaterais?
Estudo diz que 3ª dose ou maior intervalo da AstraZeneca ampliam imunidade
As prefeituras citadas negam o problema e atribuem o achado do levantamento a falhas na inclusão de dados no SUS, que recebeu anotações com atraso de até dois meses.
O Ministério da Saúde informou ao G1 que todas as doses são enviadas dentro do prazo e que, caso aplicações fora do período ocorram, é preciso passar por uma nova aplicação “respeitando um intervalo de 28 dias entre as doses”.
Lotes de vacinas aplicadas após o vencimento
De acordo com o levantamento, foram aplicadas 25.935 doses fora do prazo em pelo menos 1.532 cidades.
O lote da vacina é uma informação que deve constar no comprovante de aplicação.
De acordo com Sabine Righetti, uma das autoras do levantamento, as informações são do DataSUS e da Sala de Apoio à Gestão Estratégica (SAGE). A equipe analisou a data de vencimento dos lotes de vacina que ainda estavam sendo ministrados no Brasil.
Primeiro, foram encontrados 8 lotes da AstraZeneca que já venceram. Depois, esses dados foram cruzados com as datas de aplicação informadas. Ainda de acordo com a pesquisadora e jornalista, esses são os únicos lotes que já passaram da validade no país.
Estudo com vacina AstraZeneca em Botucatu indica queda de 71% de casos de Covid após vacinação em massa
Criadora da vacina de Oxford é ovacionada na abertura do torneio de Wimbledon; veja vídeo
Cidades negam aplicação fora do prazo
As prefeituras de Juiz de Fora, Muriaé e Viçosa divulgaram notas rebatendo o levantamento. O G1 também entrou em contato com as cidades de Além Paraíba, Santos Dumont, Bicas, Cataguases e Ubá, mas até a última atualização desta matéria não houve retorno.
Juiz de Fora
A prefeitura de Juiz de Fora divulgou um post nas redes sociais também negando o erro.
“O lote 4120Z005 da vacina AstraZeneca foi recebido em 31/01, e tinha data de validade até 16/04/2021. Todas as doses desse lote foram administradas dentro do prazo correto, entre 01/02/2021 e 09/04/2021”, informou a prefeitura.
Prefeitura de Juiz de Fora negou aplicação fora do prazo de vacinas da AstraZeneca
Reprodução
Muriaé
A Prefeitura de Muriaé também divulgou um comunicado oficial nesta sexta-feira e informou que nenhuma vacina foi aplicada fora do prazo na cidade.
“A Prefeitura de Muriaé, através da Secretaria Municipal de Saúde, informa que nenhuma dose de vacina contra covid-19 foi aplicada fora da validade.
Todos as doses supostamente vencidas foram feitas dentro do prazo em Muriaé.
Houve erros de digitação ao se efetuar o lançamento de alguns dados na sistema do Ministério da Saúde. Até o momento, esta plataforma não permite correção das informações lançadas de forma equivocada.”
Viçosa
A Prefeitura de Viçosa informou ao G1 que a cidade não recebeu nenhum lote do imunizante vencido. A Diretoria de Comunicação afirmou que deve publicar uma nota técnica com mais informações sobre a situação ainda nesta sexta-feira.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.