a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Ministro Humberto Martins participa da posse virtual de desembargadores no TRE-AL

Cardoso Advogados Associados > Blog Cadv  > Notícias  > Notícias Jurídicas  > Ministro Humberto Martins participa da posse virtual de desembargadores no TRE-AL

Ministro Humberto Martins participa da posse virtual de desembargadores no TRE-AL

​O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, participou nesta sexta-feira (23) da solenidade virtual de posse dos desembargadores Hermann de Almeida Melo e Milton Gonçalves Ferreira Netto, no Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL), respectivamente como titular e substituto na classe destinada aos juristas.

O ministro lembrou sua passagem pelo TRE-AL, período no qual atuou como Corregedor Regional Eleitoral e Diretor da Escola Judiciária Eleitoral, entre 2005 e 2006. Em sua fala, o magistrado lembrou que a Justiça eleitoral é composta, paritariamente e com provimento provisório, não só por magistrados estaduais e federais, como também por advogados.​​​​​​​​​

Em solenidade por videoconferência, o TRE-AL empossou os juristas Hermann de Almeida Melo e Milton Gonçalves Ferreira Netto. | Foto: Gustavo Lima/STJ​

Humberto Martins qualificou os dois empossados como advogados militantes e prudentes, com experiência na causa eleitoral e que vão atuar na condução das eleições no Estado do Alagoas, para solidificar a legitimidade do processo eleitoral e o livre exercício do direito de votar e ser votado, como também garantir e fortalecer o regime democrático.

"Enquanto magistrado, está reservado ao advogado o dever de judicar de forma independente e imparcial, com prudência e coragem, mas sem se esquecer dos valores da classe, constitucionalmente reconhecida como indispensável à administração da Justiça", disse.

Processo eleitoral céler​​​e

O ministro lembrou a importância da Justiça especializada para a condução de um processo eleitoral célere nos estados, bem como no país – principalmente em razão de as eleições terem data certa –, sendo todos os atos, desde o registro dos candidatos até a posse, dependentes da agilidade da Justiça Eleitoral.

"Sem justiça eleitoral não há democracia, já que o instrumento do voto é o verdadeiro exercício da cidadania", afirmou.

Participaramrntambém da cerimônia o presidente do TRE-AL, Otávio Leão Praxedes, e osrndesembargadores Maurício Brêda, Felini Wanderley e Silvana Lessa Omena, bemrncomo desembargadores substitutos, juízes e a procuradora regional eleitoral,rnRaquel Teixeira.​​

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.