a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

Alemanha tem novo recorde de mortes por covid-19

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > Alemanha tem novo recorde de mortes por covid-19

Alemanha tem novo recorde de mortes por covid-19

[ad_1]


Marca foi estabelecida no dia em que o país entra em um “lockdown” rígido para tentar conter o avanço do vírus As pessoas vão a pé a um shopping center no centro da cidade de Essen, Alemanha
Martin Meissner/AP Photo/Arquivo
A Alemanha registrou nesta quarta-feira mais 952 mortes por covid-19, um novo recorde desde o início da pandemia. A marca foi estabelecida no dia em que o país entra em um “lockdown” rígido para tentar conter o avanço do vírus.

Segundo o Instituto Robert Koch (RKI), a agência do governo federal para o controle e prevenção de doenças infecciosas, o recorde pode ser explicado por causa de um atraso no envio dos dados da Saxônia, um dos Estados mais atingidos pela covid-19 em toda a Alemanha.

O recorde anterior de mortes havia sido estabelecido na última sexta-feira, quando 598 pessoas morreram após serem infectadas pelo vírus. No total, a covid-19 já fez 23.427 vítimas na Alemanha.

Já o total de casos chegou a 1,37 milhão hoje, com mais 27.728 novas infecções nas últimas 24 horas, de acordo com o balanço divulgado pelo RKI.

Por causa do avanço do vírus, a primeira-ministra do país, Angela Merkel, chegou a um acordo com os governadores dos 16 Estados alemães para reforçar o “lockdown” estabelecido no país no início de novembro. Com a decisão, comércio e escolas, que estavam abertos até então, serão fechados a partir de hoje.

Merkel reconheceu que as restrições atrapalhariam as comemorações de Natal, mas disse que as autoridades foram obrigadas a agir diante de números inaceitáveis.

[ad_2]

Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

NA REDE