a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

Israel: Resultados finais da eleição confirmam impasse político

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > Israel: Resultados finais da eleição confirmam impasse político

Israel: Resultados finais da eleição confirmam impasse político

[ad_1]


Aliança de Netanyahu conquistou 52 cadeiras, enquanto seus oponentes, juntos, obtiveram 57 O impasse político em Israel deve continuar após o primeiro-ministro do país, Binyamin Netanyahu, e seus rivais não terem conseguido obter uma vitória clara nas eleições da última terça-feira, de acordo com os resultados oficiais divulgados nesta quinta.
Sem um vencedor claro, os dois principais blocos políticos do país agora estão lutando para conquistar os apoios necessários para ter 61 cadeiras no Knesset, o parlamento israelense.
O desafio imediato para Netanyahu e seus rivais é a decisão do presidente Reuven Rivlin de quem será designado para formar um novo governo. O atual premiê, o mais longevo da história de Israel, já conseguiu superar obstáculos semelhantes no passado.
Netanyahu
Marc Israel Sellem/Pool via AP
Com a apuração concluída, o Likud, partido de Netanyahu, conquistou o maior número de cadeiras, 30. Agora, ele tentará convencer parlamentares de outros partidos menores a se unirem a uma aliança existente, formada por siglas de direita e religiosas, para atingir os 61 assentos no Knesset.
Netanyahu também pode buscar uma aliança com o Raam, um partido islâmico conservador. No entanto, muitos dos aliados do premiê já indicaram que seriam contrários a uma coalizão com a legenda.
Analistas políticos dizem que pode levar dias ou até semanas para que as negociações sobre a formação do novo governo sejam concluídas. Há a possibilidade de Netanyahu não conseguir um caminho claro para permanecer no poder.
A aliança de Netanyahu conquistou 52 cadeiras, enquanto seus oponentes, juntos, obtiveram 57. O partido de direita Yamina ficou com outros sete assentos e o Raam com quatro. Ambos não se comprometeram com nenhum dos dois blocos.
A esperança de Netanyahu está nas profundas divergências entre seus adversários, um grupo que inclui partidos de esquerda, de centro, de direita e grupos árabes. Desta forma, é mais provável que Rivlin dê ao atual premiê a primeira chance de tentar formar um novo governo.
Se Netanyahu não for bem-sucedido nas negociações, Rivlin pode indicar outros líderes para tentar costurar uma aliança com apoio suficiente para governar o país. Se esses esforços falharem, Israel pode caminhar para uma nova eleição, que seria a quinta desde 2019.

[ad_2]

Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

NA REDE