a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Ministro do TSE vota para manter Crivella elegível; restam seis votos

Cardoso Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > Ministro do TSE vota para manter Crivella elegível; restam seis votos

Ministro do TSE vota para manter Crivella elegível; restam seis votos

[ad_1]


A condenação no TRE fluminense foi baseada num ato organizado em 2018 na quadra da escola de samba Estácio de Sá, para onde o prefeito teria transportado funcionários da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb), com o objetivo de pedir votos para seu filho O plenário virtual do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a julgar hoje um recurso do Ministério Público Eleitoral (MPE) a favor da inelegibilidade do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), que disputa a reeleição.

O único a votar até agora foi o relator, ministro Mauro Campbell, que é contra a medida. Em outubro, ele deferiu liminar para derrubar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ), que, pelo placar de 7 a 0, havia condenado Crivella por abuso de poder político e conduta vedada.

A condenação no TRE fluminense foi baseada num ato organizado em 2018 na quadra da escola de samba Estácio de Sá, para onde o prefeito teria transportado funcionários da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb), com o objetivo de pedir votos para seu filho, Marcelo Hodge Crivella, então candidato a deputado federal, que não se elegeu.

Após a liminar de Campbell, o MPE recorreu e pediu uma reconsideração do ministro ou para que o caso fosse levado a plenário.

Campbell enviou o caso ao plenário virtual, onde os ministros não se reúnem para debater, apenas depositam seus votos no sistema eletrônico. O julgamento acaba na próxima quinta-feira. Seis ministros ainda precisam se manifestar.

Crivella
Gabriel de Paiva/Agência O Globo

[ad_2]

Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.