a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Mourão diz que número de mortes por covid no Brasil ‘ultrapassou limite do bom senso’

Cardoso Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > Mourão diz que número de mortes por covid no Brasil ‘ultrapassou limite do bom senso’

Mourão diz que número de mortes por covid no Brasil ‘ultrapassou limite do bom senso’

[ad_1]


Atuação conjunta com Congresso e governadores em comitê poderá ajudar país a combater melhor a pandemia, disse O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quinta-feira que o número de mortes por covid-19 no Brasil, que passa de 300 mil, “ultrapassou o limite do bom senso”. Ao falar sobre a criação de um comitê de crise com a participação do Congresso e de governadores, o vice opinou que a atuação conjunta poderá ajudar o país a combater melhor a pandemia.

“Agora vamos enfrentar o que está aí e tentar de todas as formas diminuir a quantidade de gente contaminada e, obviamente, o número de óbitos que, pô, já ultrapassou o limite do bom senso”, afirmou, em conversa com jornalistas no Planalto.

Pablo Jacob/Agência O Globo
Mourão lembrou que a reunião de quarta-feira conduzida pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada também tratou de aumentar a inserção do Brasil junto aos países que produzem insumos e vacinas para tentar acelerar a chegada, não só dos insumos, como das próprias vacinas.

O vice destacou ainda providências do Ministério da Saúde para aumentar a habilitação de leitos e lembrou que a Câmara votou projeto de lei que permite o financiamento de entes privados a leitos do SUS em hospitais particulares.

Diferente de Bolsonaro, o vice voltou a defender que medidas restritivas, como lockdown, têm que ficar a cargo dos governadores e prefeitos porque “cada um sabe como que está a situação na sua área”. Mourão não concorda com um lockdown em nível nacional, pois entende que cada região tem necessidades diferentes.

Na entrevista, Mourão também foi questionado sobre a pressão para que o ministro Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, seja substituído, e ponderou que, embora exista de fato o movimento para substituição, ele “tem a confiança de Bolsonaro”.

[ad_2]

Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.