a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Seguro DPVAT: quem tem direito, cobertura e como dar entrada

Cardoso Advogados Associados > Blog Cadv  > Seguro DPVAT: quem tem direito, cobertura e como dar entrada

Seguro DPVAT: quem tem direito, cobertura e como dar entrada

O seguro compulsório para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre ‑ DPVAT é aquele que todo proprietário de veículo deve pagar anualmente. A cobrança é feita junto com o IPVA. E, caso o pagamento não seja efetuado, o veículo não é considerado devidamente licenciado para efeitos de fiscalização, estando o proprietário sujeito às penalidades previstas na legislação.

Quem tem direito ao seguro 

Qualquer vítima de acidente automotor tem direito a receber a indenização do DPVAT, inclusive o motorista e os passageiros do veículo. O pagamento independe da apuração de culpados. Embora alguns veículos sejam isentos de IPVA, o DPVAT tem o pagamento obrigatório.

A cobrança varia de acordo com a categoria do veículo: automóveis de passeio/aluguel, motos, ônibus e caminhões. Atualmente, o valor para automotores de passeio é de R$ 105,65, já considerando o custo da apólice e o IOF. Mesmo que o veículo não esteja em dia com o DPVAT ou não possa ser identificado, as vítimas ou seus beneficiários têm direito à indenização.

Qual a cobertura do DPVAT

O DPVAT possui três coberturas distintas. Sendo elas:

– Cobertura em caso de morte: R$ 13.500,00, por vítima;
– Cobertura de Invalidez Permanente (de acordo com a gravidade das sequelas), com valor máximo de R$ 13.500,00 (por vítima);
– Cobertura de reembolso por despesas hospitalares: com valor máximo de até R$ 2.700,00 (por vítima).

Como dar entrada no seguro DPVAT

Para solicitar a indenização, a vítima ou beneficiário tem até três anos para dar entrada no pedido, a partir da data do acidente. Isso deve ser feito em um dos pontos relacionados no site do DPVAT. A lista de documentos varia de acordo com a cobertura solicitada, no entanto, dentre os básicos estão:

– Boletim de ocorrência policial;
– Autorização de pagamento cujo modelo se encontra no site do DPVAT;
– Documentação da vítima do beneficiário.

É importante ainda ficar atento e fugir dos picaretas, porque não precisa de intermediários para solicitar a indenização. Além disso, o acompanhamento do pedido pode ser feito pelo site do DPVAT ou pelo SAC (0800 022 1204). A indenização é liberada em até 30 dias depois de dada a entrada em um dos pontos de atendimento.

Mitos e verdades sobre o seguro

Mitos

– Precisa de intermediário (advogado ou corretor de seguros) para dar entrada;
– Pode ser cancelado no licenciamento anual;
– O valor do seguro é calculado com base no ano do veículo;
– O valor da indenização varia de acordo com a idade do condutor;
– O culpado pelo acidente não tem direito a receber a indenização.

Verdades 


– O pagamento do seguro DPVAT é obrigatório e anual;
– O valor do DPVAT varia de acordo com a categoria do veículo;
– O seguro DPVAT possui três coberturas distintas;
– A entrada pode ser feita em até três anos após o acidente.

No Comments

Leave a Comment