a
Todos os direitos reservados 2022
Cardoso & Advogados Associados
.
CNPJ 24.723.912/0001-50

9:00 - 18:00

Abrimos de Segunda - Sexta.

(21) 3189-6625

Aguardamos pelo seu contato

Search
Menu

Artigos Jurídicos

Cardoso Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos (Page 224)

Bolsonaro diz que compras de seringas foi suspensa ‘até que preços voltem à normalidade’

[ad_1] De acordo com o presidente, Estados e municípios têm estoques de seringas para o início das vacinações [contra covid-19], “já que a quantidade de vacinas num primeiro momento não é grande” O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, por meio do Facebook, que o Ministério da Saúde suspendeu a compra de seringas “até que os preços voltem à normalidade”. Segundo ele, o Brasil consome 300 milhões de seringas por ano. “Também somos um dos maiores fabricantes desse material”, acrescentou. “Como houve interesse do Ministério da Saúde em adquirir seringas para seu estoque regulador, os preços dispararam e...

Continue reading

A convite de Fux, ex-secretário de Mandetta deve assumir cargo no STF

[ad_1] Wanderson de Oliveira foi um dos principais auxiliares do ex-ministro da Saúde de Jair Bolsonaro A convite do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, o epidemiologista Wanderson de Oliveira deve assumir a Secretaria de Serviços Integrados de Saúde da Corte. Ele foi um dos principais auxiliares do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta na formulação das estratégias iniciais para contenção da pandemia, no ano passado. A informação foi divulgada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e confirmada pelo Valor com fontes do tribunal. Oliveira entra no lugar do médico Marco Polo Dias...

Continue reading

‘Obviamente, Bolsonaro se referiu ao setor público’, diz Guedes sobre frase ‘o Brasil está quebrado’

[ad_1] Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar nesta terça-feira (5) que o Brasil está quebrado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ao jornal “Folha de S.Paulo” que o presidente compreende que o governo precisa manter sua credibilidade e respeitar o teto de gastos. Segundo o ministro, não há divergência entre a posição do presidente e as ideias da equipe econômica. A regra do teto limita o crescimento das despesas públicas à variação da inflação e tem sido usada pelo governo como argumento para rejeitar a ideia de ampliar gastos e de prorrogar o auxílio emergencial...

Continue reading